Diga-me com quem andas e a reforma terá a sua cara

Afinidade, identidade, conexão, entendimento, ligação, simpatia, empatia. Palavrinhas mágicas quando o assunto é empreender uma obra, reforma ou projeto. Sem elas, as chances de frustração podem aumentar substancialmente. Portanto, escolher o time que vai te acompanhar nessa jornada é essencial.

Quando comecei a planejar a reforma, imediatamente pensei na Mari Dabbur. Arquiteta talentosa e aberta a acolher a intenção de tornar minha casa, um benchmark do meu trabalho de Feng Shui. Nos conhecemos, há mais de dez anos, quando fizemos alguns cursos juntas e, desde então, nossa identificação só aumentou. Ela interpretou as diretrizes do projeto de Feng Shui, com muita sensibilidade, e o transformou em projeto arquitetônico.

 Mari e eu desenhando os primeiros passos da obra

Mari e eu desenhando os primeiros passos da obra

Além de reformar, minha intenção era documentar todo o processo e transformar em conteúdo para o blog, ou um futuro livro. Então, chamei mais uma amiga: Marcia Naspitz, jornalista, com muita experiência em revistas de arquitetura, ela poderia ajudar na edição do conteúdo, tornando-o acessível a um público mais abrangente.

 Marcia, Mari e eu

Marcia, Mari e eu

Além disso, a Marcia me recebeu em sua casa, carinhosamente, como hóspede, durante os dois meses que a obra durou!
 

    Um cartão de boas vindas com um chocolatinho.  Mimada pela amiga, na chegada ao quarto de hóspedes.

 

Um cartão de boas vindas com um chocolatinho. 
Mimada pela amiga, na chegada ao quarto de hóspedes.

 Referências de casa: juntinho comigo foram o Buda, meu altar portátil e o livro de I Ching.

Referências de casa: juntinho comigo foram o Buda, meu altar portátil e o livro de I Ching.

Faltava mais uma integrante para esse time: Ana Paula Cinato, arquiteta responsável pela execução da obra, enquanto a Mari cuidava de ter seu bebê. Sim, a Mari estava grávida da Sophia que nos acompanhou em todas as reuniões, dentro da barriga da mamãe. Com o desafio de adaptar o projeto à verba e prazo, a Ana brilhou! Além de orquestrar o time do empreiteiro e comprar materiais, sempre que aparecia um imprevisto (todas as obras têm...) foi ponderada, tranquila, porém firme para garantir a qualidade.
 

 Mari, eu, Ana e a pequena Sophia

Mari, eu, Ana e a pequena Sophia

E para o registro fotográfico da obra: Sidney Salú, marido e fotógrafo!
 

 Eu, Sidney, Ana, Mari e Sophia

Eu, Sidney, Ana, Mari e Sophia