Desapega ato 1: como descartar o que é mais fácil.

thumb_IMG_7664_1024.jpg

Isso fica!

Isso vai!

Não, espera um pouco...mas, e se eu precisar disso, um dia?!

Essa clássica dúvida é responsável por grande parte do acúmulo que mantemos em casa e, portanto, da energia estagnada. Quantas vezes você se viu diante de uma pilha de livros, roupas, sapatos e teve esse bloqueio?

Esse tipo de apego varia de cultura para cultura. O que observo, nas minhas andanças, é que a herança dos imigrantes, fugidos da guerra, das ditaduras ou da desesperança, traz consigo essa síndrome do "mas, e se...". Como filha de portugueses imigrantes, também herdei esse padrão de comportamento, mas fui me libertando dele, à medida que estudei os princípios do Feng Shui e da cultura oriental.

Se tiver de escolher três conselhos para alguém que me pede dicas de Feng Shui, eu recomendo: faça uma boa faxina, conserte o que está quebrado e livre-se de tudo o que não usa. Para isso, existem vários métodos de arrumação. Mas tem um que recomendo de olhos fechados: o Método KonMari.

Estava eu de férias, em Portugal, procurando livros sobre Feng Shui, quando me deparei com o best-seller "Arrume a sua casa, arrume a sua vida", da autora Marie Kondo. O Método KonMari de limpeza e organização transformou-se num fenômeno mundial. A princípio, achei que seria mais um modismo. Porém, voltando das férias, resolvi aplicá-lo como estratégia de preparação para a reforma que eu iniciaria, dali a poucos meses.

 Se você anda às voltas com a arrumação da casa, e não consegue terminar essa tarefa, recomendo o Método KonMari desse livro.

Se você anda às voltas com a arrumação da casa, e não consegue terminar essa tarefa, recomendo o Método KonMari desse livro.

A seguir, vou contar, tim tim por tim tim, como foi a minha experiência. Mas posso adiantar a resposta à sua curiosidade: sim, funciona!

Vale a pena ler os livros dela, mas resumo aqui as principais dicas para você ser bem sucedido nessa empreitada da arrumação:

Dica 1

Não comece sua arrumação por um cômodo, mas por uma categoria. Quando arrumamos cada local separadamente, não percebemos que estamos repetindo o mesmo trabalho várias vezes. Esse círculo vicioso aprisiona, pois você sempre vai encontrar itens que achava que já tinha arrumado, em outros cômodos. Marie Kondo chama isso de efeito boomerang.  A ordem que você deve seguir, segundo o método, é:

  • Roupas: aqui entram também os acessórios, sapatos, bolsas, malas, sacolas, roupas de cama e banho. Até a roupa que está para lavar. Junte 100% dos itens dessa categoria que estão espalhados pela casa;
 Empilhe todas as suas roupas. Fique apenas com aquelas que te representam. Não economize as que gosta mais. Pelo contrário, use-as com frequência, inclusive dentro de casa. 

Empilhe todas as suas roupas. Fique apenas com aquelas que te representam. Não economize as que gosta mais. Pelo contrário, use-as com frequência, inclusive dentro de casa. 

 Descobri que era uma centopeia...mas decidi ficar só com os pares de que gosto mais.

Descobri que era uma centopeia...mas decidi ficar só com os pares de que gosto mais.

 Roupa de cama, mesa e banho. Só ficaram alguns jogos para o dia-a-dia e outros de valor afetivo, como as toalhas da Ilha da Madeira.

Roupa de cama, mesa e banho. Só ficaram alguns jogos para o dia-a-dia e outros de valor afetivo, como as toalhas da Ilha da Madeira.

  • Livros: de todos os gêneros e tamanhos;
 De longe foi a parte mais difícil para mim. Defini o espaço que eles ocupariam e o tipo de livros que eu manteria: Feng Shui, Culinária, Portugal e Fotografia. Os outros foram doados e adotei o Kindle como melhor amigo!

De longe foi a parte mais difícil para mim. Defini o espaço que eles ocupariam e o tipo de livros que eu manteria: Feng Shui, Culinária, Portugal e Fotografia. Os outros foram doados e adotei o Kindle como melhor amigo!

  • Papéis: contas, manuais e garantias de eletrodomésticos, material de escritório em geral;
 Apólices de seguro vencidas, extratos antigos de cartão de crédito. Opte por comprovantes digitais e libere espaço nos armários.

Apólices de seguro vencidas, extratos antigos de cartão de crédito. Opte por comprovantes digitais e libere espaço nos armários.

 Vai por mim, você nunca vai usar qualquer manual. O Google vai resolver a maior parte das suas dúvidas. Guarde apenas as garantias, com a nota fiscal, enquanto estiverem dentro do prazo. Joguei pilhas de manuais de aparelhos que nem tenho mais... 

Vai por mim, você nunca vai usar qualquer manual. O Google vai resolver a maior parte das suas dúvidas. Guarde apenas as garantias, com a nota fiscal, enquanto estiverem dentro do prazo. Joguei pilhas de manuais de aparelhos que nem tenho mais... 

  • Komono (objetos variados): decoração, CDs e DVDs, maquiagem e cremes, máquinas fotográficas, celulares, estojos de costura, medicamentos, utensílios de cozinha, louças, produtos de limpeza em geral;
 Minha amiga artesã ganhou todas essas pecas que estavam esperando o dia que eu retomaria as aulas de mosaico...

Minha amiga artesã ganhou todas essas pecas que estavam esperando o dia que eu retomaria as aulas de mosaico...

  • Lembranças: fotos, bilhetinhos, desenhos dos filhos, etc. Desse item, vou falar no próximo post.

Dica 2

Essa parece maluca, mas é FUNDAMENTAL. Junte em um único lugar, todos os itens de uma mesma categoria. Ao ver a montanha que se forma você terá clareza do que fica e do que vai embora. A dramaticidade desse passo é essencial na triagem do que realmente deve ficar.

Dica 3

Não comece pelo mais difícil. As coisas que trazem memórias, como as fotografias, vão te paralisar. Deixe esse item para o final, quando todo o restante já estiver arrumado.

Dica 4

Nem pense em arrumar as coisas antes de se livrar de tudo o que não precisa. Fuja da tentação de comprar montes de caixas para guardar coisas. Provavelmente, o que você já tem será suficiente para acomodar o que sobrar. Ao contrário, livre-se de armários. Reduza.  Eu retirei um maleiro inteirinho do meu office e ganhei leveza em troca!

 Essa mancha branca na parte superior da parede, marca o local onde havia um maleiro, cheio de coisas paradas

Essa mancha branca na parte superior da parede, marca o local onde havia um maleiro, cheio de coisas paradas

Dica 5

Doe. Sem medo de ser feliz. Digo que generoso é quem aceita receber aquilo de que você não precisa mais. A energia de quem recebe algo que você doou é tão boa, que vale mais do que qualquer montante que você venha a ganhar vendendo seus pertences.

A desordem ou o acúmulo são distrações para aquilo que precisa ser encarado de frente. Muitas vezes, servem de procrastinação para as resoluções que precisamos tomar. Tirá-los da frente nos obriga à ação. Antes de começar a arrumação, pergunte-se porque está fazendo esse movimento. Seja lá qual for a razão, ao final você vai concordar que só quer ter por perto o que te faz feliz. Esse critério será seu gabarito na hora do descarte. 

Livre-se do que não te faz feliz e verá os efeitos na sua vida, em outras dimensões: trabalho, relações, família, etc.

Observe. É mágico.

Até a próxima!

Bj Bj

Para uma consulta personalizada, entre em contato.

Leia os outros capítulos:

Mude sua casa e mude sua vida! 

Pedra Fundamental: o propósito da mudança.

Temperamento: sua casa tem e pode mudar.

Mudar ou reformar? Como o Feng Shui pode ajudar nesse desempate.

Diga-me com quem andas e a reforma terá a sua cara.

Desapega ato 1: como descartar o que é mais fácil.

Desapega ato 2: como descartar o que é mais difícil.

Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.

Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.