Roda da Vida

Hora da colheita

Fengshuiverasousa

Nossa romanzeira de varanda nos deu duas romãs esse ano. E já que as maritacas deixaram pra nós, hora de colher.

A romã é símbolo de fertilidade e prosperidade. Antigamente era figura fácil nos jardins das casas brasileiras. Hoje, ainda encontramos algumas, sobreviventes na selva de pedra de São Paulo.

E como manda a lei da naturalidade, o Verão chega todos os anos, mas as flores, as folhas e os frutos nunca são os mesmos. Como nós. A cada ciclo mais cabelos brancos, menos tralhas, mais sabedoria. O que nunca muda são os valores e nossa essência. É isso que devemos preservar. O resto é transitório, como as estações.

Até mais!

Bj bj

#fengshui #fengshuiverasousa #verao2019 #natureza #beleza #rodadavida

Fotos @sidney.salu

Fengshuiverasousa
Fengshuiverasousa

Primavera: revivendo a Roda da Vida

Feng Shui Vera Sousa.jpg

Tive um mês de junho mágico, esse ano: férias e muito aprendizado. Conheci novas pessoas, novos lugares e voltei com tantas ideias na cabeça, que foi difícil organizá-las. Em primeiro lugar, atendi aos meus clientes, entre bençãos e consultas. E assim, o blog foi ficando em segundo lugar, esquecidinho e sem tempo para alimentá-lo de novos conteúdos.

Mas a chegada da Primavera, tem o poder de fazer a Roda da Vida girar. Para começar o giro, daqui até o final do mês de setembro, vou compartilhar com vocês algumas dicas para receber a nova estação e aproveitar toda a energia de renovação, para quem vive, como eu, no Hemisfério Sul. 

Feng Shui e Organização andam de mãos dadas, pois só é possível sentir os efeitos ou aplicar técnicas de Feng Shui, em um ambiente que foi previamente limpo e organizado.

Na sequencia que preparei para compartilhar com vocês, vamos começar com uma agenda de limpeza física, reorganizacao e ao final, ensinarei uma técnica para limpar energeticamente sua casa.

Sempre às sextas-feiras, uma nova postagem para que você tenha tempo de implementar, durante o final de semana. Vamos arregaçar as mangas e abrir espaço para o novo entrar, sefazfavoire!!

Até sexta!!

Bj Bj

Fique de olho nos próximos capítulos, todas as sextas-feiras, de setembro:

1. Bora “destralhar"

2. Lava, lava, lava

3. Dança das cadeiras

4. Alquimia do ar e da vida

Especial Seminário Internacional de Feng Shui: o futuro encontra o passado

Para o Budismo, estamos presos numa Roda que se repete em vários níveis, ao longo da vida. Cada vez que a Roda gira, temos a oportunidade de evoluir e viver essa impermanência com harmonia e consciência.

Dia 7 - Tui, Criatividade/Futuro

O dia foi dedicado à area da Criatividade, da criança, do futuro. Para vivenciar essa energia, escolhemos voltar ao passado para olhar o futuro. Visitamos o Cromeleque dos Almendres, monumento megalítico, com 12 mil anos, na região de Évora.

51 emprestando 12 mil anos de sabedoria.

51 emprestando 12 mil anos de sabedoria.

Constituído por uma centena de meníres, esse monumento pré-histórico está distribuido pelo terreno em forma de elipse, ao longo de um eixo orientado a Leste-Oeste.

Constituído por uma centena de meníres, esse monumento pré-histórico está distribuido pelo terreno em forma de elipse, ao longo de um eixo orientado a Leste-Oeste.

Ilustração do monumento, com as figuras pré-historicas gravadas nas pedras.

Ilustração do monumento, com as figuras pré-historicas gravadas nas pedras.

A mesma relação Leste-Oeste se repete entre as áreas da Criatividade e a Família, no Ba Guá. Ou seja, olhar o passado, nossa ancestralidade, pode nos ensinar muito sobre nosso futuro e o que queremos construir. 

Fizemos uma roda humana, bem no centro do monumento e lançamos nossas melhores intenções para o grupo, para o país que nos recebe e para o mundo.

Menir com inscrição pré-histórica

Menir com inscrição pré-histórica

A energia do futuro é de alegria. Essas florzinhas de camomila, preenchiam o ar com seu perfume. 

A energia do futuro é de alegria. Essas florzinhas de camomila, preenchiam o ar com seu perfume. 

Seguimos para o centro historico de Évora e tivemos a oportunidade de conhecer um patrimônio imaterial da humanidade da UNESCO.

Grupo Musical Amigos do Guadiana, alegrou nosso almoço, com o cante alentejano.

Grupo Musical Amigos do Guadiana, alegrou nosso almoço, com o cante alentejano.

O dia era do Tui, trigrama do Lago, que na Roda da Vida, simboliza a celebração da colheita com festas e música.

Nesse exercício de olhar para o passado e projetar o futuro, visitamos outro monumento icônico e polêmico da cidade de Évora: a Capela dos Ossos.

Nao fotografei o interior da capela, em respeito aos ossos que lá estão.

Nao fotografei o interior da capela, em respeito aos ossos que lá estão.

Com paredes forradas de ossos e crânios, extraídos dos cemitérios antigos da cidade, a Capela dos Ossos conversa com quem atravessa a soleira com a seguinte frase franciscana: "Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos". Mais uma vez um símbolo da Roda da Vida, nosso objeto de estudo desse Seminário, relembra a impermanência da vida e a importância do que fazemos em cada dia desse caminhar.

O sol vai a lua vem
A água corre sem parar
O vento sopra a chuva molha
Para de novo o sol secar

Indo indo indo além
Além do além Bodhi Swaha

O sol a lua vem
Preste atenção não vai parar
As nuvens formam e se transformam
e o céu não sai do seu lugar

O mundo gira a vida flui
impermanência a ensinar

(Trecho de um mantra budista sobre a impermanência da vida)

Bj Bj e até a proxima

Segue o link para os outros capítulos desse diário de bordo, feito com muito carinho:

Especial Seminario internacional de Feng Shui - Vamos começar pelo começo

DIA 1 - Kan, Destino/Missão de Vida - A Bela Sintra

DIA 2 - Kun, Relacionamentos - O que a natureza ensina

DIA 3 - Chên, Ancestralidade/Família - A vila das Rainhas, Óbidos

DIA 4 - Sun, Expansão - Pé de vento

DIA 5 - Centro - Sentimento é a chave

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu - O Criativo

DIA 7 - Tui, Criatividade/Futuro - O futuro encontra o passado

DIA 8 - Kên, Autoconhecimento - A escolha faz o caminho

DIA 9 - Li,  Realização - O poder da realização

Especial Seminário Internacional de Feng Shui: o Criativo

Criar espaços vazios é importante para deixar entrar o novo. Possivelmente, já me ouviram falar disso, algumas vezes. Sobre o destralhento dos apegos e fardos. 

O dia de hoje, foi dedicado a esse espaço vazio, de descanso e inspiração. O ócio criativo.

Feng Shui Vera Sousa.jpg

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu

Seguindo a proposta de sentir cada aspecto da Roda da Vida, hoje a área dos Amigos ou Ajuda do Céu foi o tema.

O trigrama correspondente a essa área é o Céu, o Criativo. A energia é do elemento Metal, além de simbolizar o pai e a justiça. 

Segundo o conceito da Roda da Vida, 90% dela é feita de transpiração e apenas 10% é de bençãos do Céu. Recompensas em forma de inspirações e sincronicidades que fazem chegar até nós exatamente o que precisamos, como por milagre. Parece pouco, mas tudo o que é precioso, costuma ser raro.

A Boca do Inferno, Cascais.

A Boca do Inferno, Cascais.

Começamos o dia dedicado ao Céu, visitando a Boca do Inferno! E o céu estava divino, mimetizando o mar calmo.

Dia de céu azul e mar calmo.

Dia de céu azul e mar calmo.

O convite era para o silêncio e a meditação. Num grupo de 35 pessoas esse é um grande desafio. Mesmo assim, cada um percorreu o espaço no seu tempo.

Para fechar as atividades do dia, finalmente, conseguimos ir ao Convento dos Capuchos. Lugar de acesso dificil, onde poucos turistas se aventuram a chegar e, portanto, mais uma oportunidade para esvaziar a mente e deixar as inspirações se aproximarem.

Convento dos Capuchos, Sintra, Portugal.

Convento dos Capuchos, Sintra, Portugal.

Desprovido de qualquer tipo de ostentação (a não ser a densa natureza a volta) as pequenas celas dos Capuchos são o retrato do desapego.

Desprovido de qualquer tipo de ostentação (a não ser a densa natureza a volta) as pequenas celas dos Capuchos são o retrato do desapego.

Mais uma vez, um Ba Guá em nosso caminho, na forma de uma fonte, no claustro singelo do Convento.

Mais uma vez, um Ba Guá em nosso caminho, na forma de uma fonte, no claustro singelo do Convento.

A natureza é um santuario, no Convento dos Capuchos

A natureza é um santuario, no Convento dos Capuchos

O exercício de esvaziar-se e ficar atento aos sinais do universo, pede prática diária e espaço para o silêncio. Barulho, apenas dos pássaros.

Amanhã, tem mais.

Bj Bj

Segue o link para os outros capítulos desse diário de bordo, feito com muito carinho:

Especial Seminario internacional de Feng Shui - Vamos começar pelo começo

DIA 1 - Kan, Destino/Missão de Vida - A Bela Sintra

DIA 2 - Kun, Relacionamentos - O que a natureza ensina

DIA 3 - Chên, Ancestralidade/Família - A vila das Rainhas, Óbidos

DIA 4 - Sun, Expansão - Pé de vento

DIA 5 - Centro - Sentimento é a chave

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu - O Criativo

DIA 7 - Tui, Criatividade/Futuro - O futuro encontra o passado

DIA 8 - Kên, Autoconhecimento - A escolha faz o caminho

DIA 9 - Li,  Realização - O poder da realização

Especial Seminário Internacional de Feng Shui: o que a natureza ensina.

A natureza nos mostra claramente que a vida é um ciclo. De altos e baixos, juventude e maturidade, flor e fruto, luz e sombra, vida e morte. Os Budistas chamam de Roda da Vida a esse ciclo que pode se repetir inúmeras vezes. Em cada volta dessa roda, temos a oportunidade de ampliar nossa consciência e evoluir junto com a humanidade. O Feng Shui é uma forma de chegar a essa consciência, a partir da leitura do espaço exterior que reflete nosso interior.

Dia 2 - Kun, Relacionamentos

Hoje, o dia era dedicado ao tema dos Relacionamentos. E começou com a natureza fazendo as pazes conosco e nos dando um lindo dia de sol, nesse final de Primavera europeia, que tem sido nublada e chuvosa. 

Feng Shui Vera Sousa_Sintra
Sol veio brincar com os cristais do grande lustre que mora na Quinta das Murtas.

Sol veio brincar com os cristais do grande lustre que mora na Quinta das Murtas.

E se o tema é relacionamentos, nada melhor que nos relacionarmos com quem também trabalha com Feng Shui, além mar. A Escola Nacional de Feng Shui, em Lisboa, nos recebeu amorosamente durante todo o dia. E foi mesmo um dia de troca. No período da manhã, os brasileiros Carlos Salono, a Alessia Colombo e a Maristela Barenco trouxeram, respectivamente, seus temas sobre a Roda da Vida, a presença dos Anjos em nossas casas e os daímones: nossa voz interior que protege as casas e os homens se estivermos abertos a reconectar o sagrado e o profano. 

Já no período da tarde, as portuguesas Paula Oliveira, Sofia Batalha e Sofia Lobo, trouxeram teorias e casos de seus clientes que passam pelos mesmos desafios que os nossos. Essa comunhão e troca de conhecimentos, de forma generosa entre profissionais da mesma área, enriquece o trabalho de todos. 

Fachada do edificio onde funciona a Escola Nacional de Feng Shui, em Lisboa.

Fachada do edificio onde funciona a Escola Nacional de Feng Shui, em Lisboa.

Praticamente uma feira literária, com muitos autores sobre o tema.

Praticamente uma feira literária, com muitos autores sobre o tema.

Flores nao podem faltar

Flores nao podem faltar

Ao final dos trabalhos, tivemos mais uma presença. A também portuguesa Inês Franco, que é responsável pela Escola Nacional de Feng Shui, no Porto. Ela falou do Feng Shui Vivencial, Intuitivo, que particularmente é a minha praia.

Emocionante ouvi-la falar da avó, dos conhecimentos tradicionais e rituais que foram se perdendo em nossas culturas. Eu, que venho de família portuguesa, com certeza, imediatamente me identifiquei. Lembrei de quando minha avó fazia seus rituais e benzeduras. Desde benzer a comida até curar o quebrante de uma criança, em um prato com água e azeite. 

Ao longo dos últimos cem anos, ganhamos muito conhecimento tecnológico. Entretanto, negamos e até ridicularizamos muitos conhecimentos tradicionais tão preciosos. Reconhecer essa nossa natureza intuitiva, conectar o sagrado com o profano, parece ser a chave para um caminho de evolução, para uma sociedade mais humana e com relacionamentos mais cordiais e amorosos.

Amanhã eu volto!

Bj Bj

Para saber mais sobre a escola, acesse: http://www.escolafengshui.com

Esta é a querida Inês :)

Esta é a querida Inês :)

Segue o link para os outros capítulos desse diário de bordo, feito com muito carinho:

Especial Seminario internacional de Feng Shui - Vamos começar pelo começo

DIA 1 - Kan, Destino/Missão de Vida - A Bela Sintra

DIA 2 - Kun, Relacionamentos - O que a natureza ensina

DIA 3 - Chên, Ancestralidade/Família - A vila das Rainhas, Óbidos

DIA 4 - Sun, Expansão - Pé de vento

DIA 5 - Centro - Sentimento é a chave

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu - O Criativo

DIA 7 - Tui, Criatividade/Futuro - O futuro encontra o passado

DIA 8 - Kên, Autoconhecimento - A escolha faz o caminho

DIA 9 - Li,  Realização - O poder da realização