Especial Seminário Internacional de Feng Shui: o Criativo

Criar espaços vazios é importante para deixar entrar o novo. Possivelmente, já me ouviram falar disso, algumas vezes. Sobre o destralhento dos apegos e fardos. 

O dia de hoje, foi dedicado a esse espaço vazio, de descanso e inspiração. O ócio criativo.

Feng Shui Vera Sousa.jpg

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu

Seguindo a proposta de sentir cada aspecto da Roda da Vida, hoje a área dos Amigos ou Ajuda do Céu foi o tema.

O trigrama correspondente a essa área é o Céu, o Criativo. A energia é do elemento Metal, além de simbolizar o pai e a justiça. 

Segundo o conceito da Roda da Vida, 90% dela é feita de transpiração e apenas 10% é de bençãos do Céu. Recompensas em forma de inspirações e sincronicidades que fazem chegar até nós exatamente o que precisamos, como por milagre. Parece pouco, mas tudo o que é precioso, costuma ser raro.

 A Boca do Inferno, Cascais.

A Boca do Inferno, Cascais.

Começamos o dia dedicado ao Céu, visitando a Boca do Inferno! E o céu estava divino, mimetizando o mar calmo.

 Dia de céu azul e mar calmo.

Dia de céu azul e mar calmo.

O convite era para o silêncio e a meditação. Num grupo de 35 pessoas esse é um grande desafio. Mesmo assim, cada um percorreu o espaço no seu tempo.

Para fechar as atividades do dia, finalmente, conseguimos ir ao Convento dos Capuchos. Lugar de acesso dificil, onde poucos turistas se aventuram a chegar e, portanto, mais uma oportunidade para esvaziar a mente e deixar as inspirações se aproximarem.

 Convento dos Capuchos, Sintra, Portugal.

Convento dos Capuchos, Sintra, Portugal.

 Desprovido de qualquer tipo de ostentação (a não ser a densa natureza a volta) as pequenas celas dos Capuchos são o retrato do desapego.

Desprovido de qualquer tipo de ostentação (a não ser a densa natureza a volta) as pequenas celas dos Capuchos são o retrato do desapego.

 Mais uma vez, um Ba Guá em nosso caminho, na forma de uma fonte, no claustro singelo do Convento.

Mais uma vez, um Ba Guá em nosso caminho, na forma de uma fonte, no claustro singelo do Convento.

 A natureza é um santuario, no Convento dos Capuchos

A natureza é um santuario, no Convento dos Capuchos

O exercício de esvaziar-se e ficar atento aos sinais do universo, pede prática diária e espaço para o silêncio. Barulho, apenas dos pássaros.

Amanhã, tem mais.

Bj Bj

Segue o link para os outros capítulos desse diário de bordo, feito com muito carinho:

Especial Seminario internacional de Feng Shui - Vamos começar pelo começo

DIA 1 - Kan, Destino/Missão de Vida - A Bela Sintra

DIA 2 - Kun, Relacionamentos - O que a natureza ensina

DIA 3 - Chên, Ancestralidade/Família - A vila das Rainhas, Óbidos

DIA 4 - Sun, Expansão - Pé de vento

DIA 5 - Centro - Sentimento é a chave

Dia 6 - Ch’ien, Amigos/Ajuda do Céu - O Criativo

DIA 7 - Tui, Criatividade/Futuro - O futuro encontra o passado

DIA 8 - Kên, Autoconhecimento - A escolha faz o caminho

DIA 9 - Li,  Realização - O poder da realização